RECEITA FEDERAL VAI MONITORAR CONTRIBUINTES COM GRANDES ARRECADAÇÕES EM 2016

Compartilhe esta notícia.

A partir de 2016, auditores fiscais da Receita Federal vão monitorar permanentemente o comportamento econômico-tributário, em especial a arrecadação, de grandes contribuintes (pessoa física e jurídica), responsáveis por 61% da arrecadação federal.

O chamado “acompanhamento diferenciado” de empresas será para parâmetros de receita bruta acima de R$165 milhões; massa salarial acima de R$40 milhões; débito declarado em DCTF acima de R$17 milhões e débito declarado em GFIP acima de R$14 milhões.

Já o monitoramento de pessoas físicas com rendimentos recebidos acima de R$14 milhões e movimentação financeira acima de R$5,2 milhões; ou bens e direitos com valor acima de R$73 milhões e movimentação financeira acima de R$520 mil; ou aluguéis recebidos acima de R$2,6 milhões ou imóveis rurais com valor acima de R$ 82 milhões.

Para monitorar, a Receita Federal vai utilizar todas as informações disponíveis, internas e externas, e poderá contatar os contribuintes para esclarecimentos.

Os parâmetros foram publicados em Diário Oficial de 26 de dezembro.

Por Paula Zarth Padilha, com informações do Portal Brasil
Terra Sem Males

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *