Reforma agrária: mãos que alimentam

Compartilhe esta notícia.

Todas as quartas-feiras, vários voluntários preparam milhares de refeições que são distribuídas para a população em situação de rua e comunidades carentes de Curitiba. Os ingredientes vêm da reforma agrária. Homens e mulheres que preparam a terra, plantam e colhem nos assentamentos e acampamentos doam o resultado de suas mãos e suor porque sabem que é preciso cuidar dos irmãos pobres.

Estas mãos calejadas da roça se encontram com as mãos de trabalhadoras e trabalhadores urbanos, que preparam as Marmitas da Terra. Um projeto do MST que alivia a fome de quem mais precisa. É a união do campo e da cidade. É a classe trabalhadora num só objetivo: solidariedade.

As fotos deste ensaio foram feitas pelo repórter fotográfico Joka Madruga durante o plantio dos alimentos e a preparação das marmitas e é uma homenagem a todas e todos que lutam por uma reforma agrária popular.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *