Servidores do Paraná retomam negociações com governo, após retirada da suspensão do reajuste

Compartilhe esta notícia.

Quinta-feira (03), às 15h, governo e FES voltam a se reunir para discutir os itens da pauta de reivindicações

Por Gustavo Vidal
FES – Fórum dos Servidores

Em reunião na manhã de hoje (1º), na Assembleia Legislativa, representantes dos servidores do Paraná receberam do líder do governo, deputado Luiz Cláudio Romanelli, a informação de que foi retirado o item 33, da Mensagem 043/2016, proposta pelo governador Beto Richa para prejudicar o pagamento da data-base ao funcionalismo público.

O item foi retirado após categorias em Greve suspenderem as paralisações para retomada das negociações entre governo e Fórum das Entidades Sindicais (FES). Na quinta-feira, dia 03, Fórum e representantes do governo voltam a negociar. A reunião está marcada para as 15h no gabinete da Casa Civil.

O FES orienta que os servidores mantenham as mobilizações mesmo após as suspensões das greves. Neste momento, de recomeço das mesas, é importante que os sindicatos coloquem o que as categorias desejam e para isso é preciso mostrar força ao governo para impedir que novas ‘pegadinhas’ sejam apresentadas.

Reunindo reivindicações de 23 sindicatos, o FES reforça que todas as pautas financeiras serão defendidas na negociação. Reajuste, equiparação salarial, progressões, promoções, vales todas serão colocadas na mesa para que o governo se comprometa a quitar todos seus débitos com o funcionalismo.

As negociações iniciam em torno do R$ 1,4 bilhão previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que o governo apontou como limite para disposição dos servidores. Na plenária do Fórum, ontem (31) em Curitiba, os representantes dos servidores determinaram as pautas que serão atendidas por esses recursos sejam apontadas pelos servidores.

anuncio-tsm-posts

One thought on “Servidores do Paraná retomam negociações com governo, após retirada da suspensão do reajuste

  • 29 de julho de 2017 em 19:32
    Permalink

    Quanta humilhação por ser professor neste Estado…!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *