Trabalhadores da Embrapa paralisam as atividades no dia 29 de junho

Compartilhe esta notícia.

Por Joka Madruga
Terra Sem Males, com informações do Sinpaf.

Os trabalhadores e trabalhadoras da Embrapa Floresta decidiram numa assembleia, realizada na segunda-feira, 27, que irão cruzar os braços em protesto contra a diretoria da empresa, que abandonou as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho.

A decisão reforça a Campanha Salarial Nacional da categoria, levada a frente pela Comissão Nacional de Negociação do SINPAF (Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário) e pressiona a Embrapa para voltar à Mesa de Negociação.

Os representantes da empresa haviam abandonado unilateralmente as negociações após anunciarem um reajuste de 8,28% para a categoria, (valor abaixo da inflação do período que é de 9,28%), e que proporciona perdas salariais aos trabalhadores. Outras cláusulas do Acordo Coletivo tiveram sua discussão interrompida. Em especial, as cláusulas sociais.

A paralisação vai durar o dia inteiro, com a interrupção das atividades administrativas, de pesquisa e transferência de tecnologia. Outras unidades da Embrapa pelo Brasil também fecharão.

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *