TRABALHADORES DA URBS SÃO DEMITIDOS POR JUSTA CAUSA APÓS TESTEMUNHAREM SOBRE ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NA EMPRESA

Compartilhe esta notícia.

Dois trabalhadores da área jurídica da URBS foram demitidos por justa causa após terem testemunhado em uma ação em que a direção da empresa é acusada de assédio moral e sexual.

Em 2014, a Procuradoria Regional do Trabalho recebeu denúncia e instaurou procedimento investigatório para averiguar casos de assédio moral e sexual na empresa, ouvindo diversas testemunhas.

A partir dessa investigação, o Ministério Público do Trabalho (MPT), propôs, no dia 14 de agosto de 2015, a ação civil pública para pôr fim aos abusos cometidos.

A demissão dos trabalhadores ocorreu no dia 23 de setembro de 2015, um dia após a URBS ter sido notificada de liminar concedida pela Justiça do Trabalho, exatamente para que deixasse de assediar seus empregados.

Continue lendo

Por Vanda Moraes
Sindiurbano

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *