Um ano do massacre: paralisação geral de servidores públicos estaduais leva população às ruas dia 29 de abril

Compartilhe esta notícia.

Manifestação também terá a presença de representantes de trabalhadores da educação e de outras categorias de todo o Brasil

Por Paula Zarth Padilha
Terra Sem Males

Para não esquecer, na próxima sexta-feira, 29 de abril, diversas categorias de servidores públicos estaduais vão promover um grande ato em memória do “Massacre de 29 de abril”, promovido em 2015 pelo governo de Beto Richa, pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, comandada pelo deputado federal Fernando Francischini, e pelos mais de 30 deputados estaduais do camburão.

O resultado imediato do massacre contra os professores e demais categorias de servidores públicos, que estavam em greve em 2015, foram 215 feridos, investigações do Ministério Público do Paraná e processos na Justiça Militar do Paraná e na Vara da Fazenda Pública para apuração de responsabilidades.

A vida política de Beto Richa nunca mais foi a mesma. A cada inauguração pelo Paraná, no seu aniversário, a cada dia 29, uma oportunidade para o escracho e para relembrar o massacre. E neste 29 de abril não será diferente.

A APP Sindicato e o Fórum de Entidades Sindicais (FES), formado por diversos sindicatos de categorias de trabalhadores, estão organizando um grande ato no Centro Cívico, com a presença de movimentos sociais e sindicais solidários, e que terá concentração às 8h30 na Praça Santos Andrade e na Praça Rui Barbosa. A paralisação será estadual e esses trabalhadores virão coletivamente a Curitiba para mandar mais esse recado ao governador. Com uma grande marcha até o Palácio Iguaçu, os organizadores convocam a solidariedade para o almoço coletivo (leve comida para compartilhar) e, na parte da tarde, um grande show musical com Tico Santa Cruz e sua banda Detonautas, e com Pereira da Viola.

Participe ocupando as ruas e mandando seu recado com uma camisa de luta de sua preferência. O Terra Sem Males vai acompanhar a programação.

anuncio-tsm-posts

One thought on “Um ano do massacre: paralisação geral de servidores públicos estaduais leva população às ruas dia 29 de abril

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *